Relações

É indiscutível que as pessoas que estão mais perto de nós, são uma grande influência para o alcance dos nossos objetivos. Elas podem ser uma grande ajuda ou uma enorme força que nos puxa para baixo e nos impede de progredir.

Vamos imaginar que a pessoa mais perto de si é o seu marido/esposa ou o seu namorado/namorada e que todas as manhãs quando vai para o seu escritório (imaginando que tem uma empresa) o seu companheiro/a diz:

 

Boa sorte para ti meu amor, o teu dia vai ser espetacular, tenho a certeza, porque tens capacidades extraordinárias e vais ser bem-sucedido. Já deixei o almoço pronto, fiz um pouco mais para o caso que quereres trazer alguém para almoçar, coloquei também algumas cervejas no frigorifico. Não te preocupes com os miúdos, eu vou busca-los à escola e faço os TPC com eles. Se quiseres podes chegar tarde, não há problema, aproveita e combina um jantar de negócios, vai beber um copo com algum cliente, porque é importante. Beijo, amo-te”.

 

Imagine como seria o seu dia? 100% focado no seu trabalho 100% focado nos seus objetivos.

Pois, mas a verdade é que isto não acontece, até pode acontecer na primeira semana, mas nas seguintes o discurso irá mudar com certeza, a não ser que o seu companheiro/a o queira fora de casa por alguma razão.

É muito importante ter o apoio do seu companheiro, pois pode ser determinante para o alcance dos seus objetivos e a realização dos seus sonhos, e por isso, para que o seu companheiro seja um apoio e uma ajuda emocional, terá de dar primeiro para depois receber. Se der algo de bom, receberá algo de bom, assim como se der algo de mau, receberá algo de mau, e este conceito é transversal a todas as pessoas, quer seja o seu companheiro, amigos, clientes ou apenas conhecidos. Deve ser um dos maiores segredos para uma relação ter sucesso, pensar em dar antes de receber. Se quer receber amor, então dê amor, se quer receber carinho, então dê carinho, se quer receber apoio, então dê apoio primeiro.

É igualmente importante partilhar as suas ideias, crenças e ambições com a pessoa que está ao seu lado. Caso não o faça, como pode esperar apoio dessa pessoa? Se não partilhar as suas ambições com a pessoa que está ao seu lado, vai chegar a uma altura que essa pessoa vai achar que está maluquinho, porque vai chegara a casa estressado e o seu companheiro não vai perceber porquê. Vai chegar a casa irritado e o seu companheiro não vai perceber porque. Às tantas o seu companheiro também vai ficar irritado e você também não vai perceber porquê, e às páginas tantas começará uma discussão onde ninguém tem razão e, no entanto, ninguém a quer perder.

A verdade é que uma mulher pensará sempre como uma mulher e um homem pensará sempre como um homem, portanto, se é um homem não tente mimar a sua esposa com uma sessão de cinema e escolher um filme de guerra (a não ser que ela seja fã). Assim como se for uma mulher, não tente surpreender o seu marido com uma flor (a não ser que ele goste). Para alimentar uma relação forte é preciso dar, mas não aquilo que gostaríamos de receber, mas sim aquilo que a outra pessoa gostaria de receber. É tão simples como fazer uma lista de coisas que a sua cara metade gosta e manter a chama ao “dar”. Não quer dizer que sejam bens materiais, na maior parte das vezes os “não materiais” podem ser bem mais poderosos.

E o que é que isto tem a ver com dinheiro? Mais uma vez, tudo. Irá perceber que existe uma correspondência entre o seu sucesso e o sucesso da sua relação com a sua cara metade, ou com a pessoa que estiver mais próxima de si na vida.

Quer experimentar? Envie agora mesmo uma mensagem à pessoa que mais ama, a dizer o quanto ela é importante para si, e o quanto a ama. Atenção, em alguns casos a primeira reação da pessoa pode ser: “traíste-me? Só pode ser, para me estares a dizer isso”. É por isso que é importante partilhar todas as nossas ambições.

No dia em que decidi fazer a minha transformação pessoal enviei a seguinte mensagem à minha esposa:

 

“Meu amor, em primeiro lugar amo te muito. Tenho sido um marido e pai não muito presente, porque procuro um sonho de sucesso profissional. Não tem sido fácil e sei que apenas posso perseguir este sonho porque tenho uma companheira que compensa a minha ausência, e que se dedica aos nossos filhos e ao nosso lar. Agradeço te esse apoio, que nem eu tenho bem a noção de quanto é importante.

Quero continuar a perseguir este sonho, mas já percebi que tenho de alimentar o “fogo” da nossa relação. Para ter sucesso nos negócios tenho de ser o “amante” mais bem-sucedido do mundo, tenho de ser o melhor pai do mundo, tenho de ser o marido mais feliz do mundo.

Isso vai fazer com que seja um melhor companheiro, um melhor pai e por consequência um melhor profissional.

Andava à procura de sucesso, para depois poder passar melhores momentos convosco, mas estava a olhar para o lado errado. Quero ser o melhor pai e marido, porque o sucesso profissional vem de arrasto.

Obrigado por me teres apoiado todos estes anos. Vou tentar ser melhor que nunca para ti, para os putos e comigo próprio.

Vamos voltar a adormecer com um beijo e acordar com um beijo. Prometo.

 

Amo-te muito. Obrigado por seres assim.”

 

Como tinha partilhado que tinha ficado fascinado com o documentário «I am not your guru», de Tony Robbins ela respondeu (além de outras coisas fixes): “Podes ver mais documentários desses”. Há dias a Susana disse-me que tinha apagado a mensagem sem querer, e pediu-me para a enviar novamente. Fica aqui imortalizada impressa em papel.

 

Portanto, não se esqueça que para alcançar os seus objetivos e realizar os seus sonhos, vai precisar do apoio da sua companheira ou companheiro, é fundamental. Para isso acontecer não se foque em si e no que gostaria de receber, mas sim no que a sua cara metade gostaria de receber, e depois, funciona como o dinheiro, é uma consequência, o que precisa de receber virá como uma consequência das suas ações.

Lembre-se que para todas as ações há uma consequência, e para todas as consequências existe uma causa.

Falamos da pessoa mais próxima de si porque é a que provavelmente terá mais influência, mas no fundo terá de ter esta atitude também com os seus amigos, colegas de trabalho ou clientes, pois todos eles acabam por influenciar, de certa forma, o seu percurso, quer a nível pessoal quer a nível profissional.

E aquelas pessoas que não são extrovertidas, que não são românticas ou não são de fácil relacionamento? Terão elas de mudar de personalidade, ou devem manter-se fieis à sua personalidade? No fundo já falamos disto, se quer mudar, terá de fazer coisas difíceis e desconfortáveis. No entanto existe outra opção, manter tudo como está e receber mais do mesmo, que tem conseguido até agora.

Não temos de ser românticos, alegres e extrovertidos a toda a hora, mas temos de o ser com frequência. Não vale a pena dar apenas com o intuito de receber, vai parecer falso e as pessoas não são burras. Seja integro e sincero.

Uma vez telefonei ao meu professor Rui Fonseca, mais de 20 anos depois de ter sido meu professor, apenas para lhe agradecer a forma como se dedicou e dedica aos seus alunos, telefonei-lhe apenas para lhe dizer, obrigado. Falo quase todos os dias com o meu amigo Pedro Silva-Santos e faço questão de lhe transmitir que ele tem sido uma grande influência para mim. Tenho pena de não o ter dito ao meu pai mais vezes obrigado, porque agora já não tenho hipóteses, mesmo sabendo que os meus pais sentiam a gratidão dos filhos.

Hey! só um segundo...

Se quiser receber as minhas dicas por email, inscreva-se em baixo. Se não tiver interesse feche este popup.